Publicidade

Por Gustavo Ats; Por TechTudo


Em quase todos os tipos de ambientes bem decorados, encontramos pelo menos um porta-retratos com fotos de nossos entes queridos, mas as fotos em papel, quando expostas ao sol e a variação de temperatura, elas acabam desbotando. Isso sem contar com a possibilidade de mofo, fungos e outras coisas que possam detonar as suas lembranças.

Para evitar esses problemas, surgiram vários aparelhos que funcionam como porta-retratos digitais. E um dos aparelhos mais bonitos é esse modelo da Sony.

Porta-retrato digital Sony (Foto: Divulgação) — Foto: TechTudo

Design

Com acabamento branco brilhante ou black-piano e detalhes em cristais Swarovsky o porta-retratos combina com ambientes modernos e cheios de luxo. As bordas largas conferem ao porta-retratos uma bela moldura para ser utilizado em cima de uma mesa e o pé o mantém em pé.

Os botões de comando são localizados na parte de trás do aparelho, assim como o leitor de cartão de memória e a porta USB. Ainda na parte de trás, temos um local para colocar um suporte para deixar o aparelho de pé. O porta-retratos pode ser usado na horizontal ou vertical, além disso há um furo para colocar o aparelho na parede.

O porta-retratos

Esse porta-retratos é mais do que um simples produto para exibir imagens, na verdade ele reproduz vídeos e mp3 também. A gama de formatos suportados não é muito ampla para arquivos que não sejam de imagens. No caso dos vídeos são só suportados AVI e MOV. Arquivos de música, apenas o mp3, mas para imagens ele suporta JPG, TIFF e BMP.

O aparelho vem com 2GB de memória interna, o que é suficiente para mais de 10.000 fotos na resolução máxima dele – que é de 800x480px. O problema é que o porta-retratos só suporta até 4999 arquivos, mais do que isso ele para de reconhecer e deixa algumas fotos invisíveis no aparelho.

Para exibir as fotos, o aparelho tem um modo slideshow com nada menos de 10 modos diferentes, sensor de posicionamento (retrato e paisagem) além de servir como relógio e como calendário.

Desempenho

Na hora de usar o aparelho é imprescindível a leitura do manual de instruções. Acontece que o uso do aparelho não é tão simples quanto parece. Se você colocar um pendrive na USB dele, algumas fotos podem não ser reconhecidas, pois existem uma série de regras a seguir, quanto ao nome e formatos dos arquivos:

Você não pode usar arquivos não-alfanuméricos nos nomes dos arquivos. Por exemplo, “Mãe.jpg”, “Café Pequeno.bmp” e “Fotos da Festa.jpg” não seriam reconhecidos pelo sistema. Além disso há uma série de limitações quanto aos nomes das pastas, quantidade de arquivos dentro das pastas e outros.

Depois que você se acostuma a mexer com o aparelho, o uso se torna fácil, mesmo ele não sendo touchscreen. Basta usar o controle remoto ou as teclas traseiras para passar as fotos (ou navegar pelos menus internos).

Custo-benefício

O aparelho custa R$ 450,00 e se você considerar a moldura e uma média de 1800 fotos reveladas, sai bem mais em conta comprar um porta-retratos digital do que mandar revelar suas fotos.

Ficha técnica

Tabela

Tela 7"
Resolução de tela 800 x 480 px
Armazenamento SD/SDHC Memory Stick e Memory Stick Pro Duo, USB e 2GB (interna)
Dimensões 20,2 cm x 14,1 cm x 2,82 cm
Peso 400g
Intens incluídos Adaptador CA, Cabo de alimentação, Manual de Instruções, Controle Remoto, Suporte e CD-ROM
9

Design
10
Funcionalidades
9
Desempenho
9
Custo-benefício
10

Prós

  • * Boa qualidade de imagem.
  • * Bastante espaço interno.
  • * Design compacto.

Contras

  • * Não tem entrada AV.
  • * Suporta 4999 arquivos.

Mais do TechTudo